Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Futuro "blues" ...

Diz a letra: "Ontem de manhã, quando acordei...".

Bem, no meu caso foi ontem à noite, ao assistir a um especial com nossa imortal Elis.

Uma longa entrevista onde uma coisa em especial me chamou a atenção.

Perguntada sobre porque não estava fazendo televisão - notem bem, já em 1973-ela relatou um lamentável episódio.

Ao chegar ao estúdio o o imbecil  "responsável de plantão" pelo programa, desconhecendo-a perguntou se ela ia "só cantar".

Elis irritada nem respondeu e foi embora.

Com toda a razão.

Bem, não é segredo que detesto a tv brasileira (aliás, a norte-a americana da qual a nossa é cópia total também) pela sua imbecilidade notória.

Mas isso me fez pensar e gerou este pequeno artigo, esta reflexão que agora faço.

"Só cantar" ?

Esperava o idiota que ela fizesse junto com o canto o que mais?

Sapatear. dançar?

Rebolar, tirar a roupa?

Talvez tenha começado aí, nessa época, a morte do bom-gosto e o nascimento

da vulgaridade em que se transformou a progranção musical das emissoras de televisão.

E do sucesso das "cantoras-meretrizes", como as denomino graças a seus comportamentos e visuais.

Na época anterior a tais sandices, discutia-se se a música dançante poderia ter qualidade, em contraposição àquela instrumental ou mesmo "apenas" vocal com acompanhamento.

Parece que o desvairio venceu...

As "pop-stars" (até a designação é feita no isioma do explorador, dominador) de

hoje não necessitam saber cantar.

Isso é o que menos importa.

O importante é o visual.

De preferẽncia vulgar, deixando os "atributos pessoais" à mostra para o ignaro e imbecilizado público, que após assistir ao BBB do dia vai aos shows "musicais"

à procura de tudo menos música.

Bem, mas não existem só as cantoras de hoje.

Há as bandas, sempre de um gênero só: aquele da "atitude"...

Mais visual, mais gestos histriônicos, guitarristas e baixistas rebolando e fazendo caras-e-bocas de um ridículo atroz.Dando "passos coreográficos" durante a apresentação.

Ha...

Há exceções, claro!

Que confirmam a regra.

Cultura "de massa"...

Isso aí.

Têm todo o direito de praticá-la, o mesmo que tenho de abominá=la.

Feliz-ou infeliz-mente nasci músico.

Desde cedo, de ouvido e depois, mais tarde estudando muito.

Por algo que TODOS DIRÃO QUE É PRECONCEITO, não aceito desafinação;

Não aceito que o visual substitua totalmente o talento.

Pegue o primeiro passante, aleatoriamente, que encontra na rua.

Havendo dinheiro suficiente em dias ou meses teremos um ovo ou nova "pop-star".

Não aceito músico que não conheça seu instrumento o mínimo necessário para executá-lo decentemente.

Repare que não estou obrigando ninguém a ser teórico ou virtuoso!

Os "músicos práticos" nordestinos, por exemplo, são talentosíssimos e muitos nada sabem de teoria.Muitos são mesmo virtuosos.O que eu não sou nem nuinca fui.

Não é disso que falo.

Mas sei que logo virão em defesa dos bicões, dizendo que o importante á a "interpretação", a "atitude" (qual?), a "sensibilidade".

Ora, quuando tudo é música NADA é música.

E muito menos "Música" ,

Meus dois cêntimos de prosa.

De minha parte...ESTOU FORA!!!!!

Não aceito o que me empurram pela goela!

Não aceito concordar com tudo só porque é atual.

Repito que aqui exponho o meu ponto de vista.

Todos têm o direito de fazer ou gostar do que cismarem.

sinto-me: Acordado...
música: Vinte anos blues
publicado por renatoalvim às 13:33
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

Futebol, fair-play e caráter do povo brasileiro...curiosa ligação.

         Recentemente ocorreu-me uma estranha ligação entre o jogo de futebol e o caráter do povo brasileiro dos dias de hoje.

Mais precisamente do caráter dos políticos brasileiros.

Ou da falta de caráter deles.

E no que isso acaba influienciando nossa boa gente brtasileira.

Ora, nossos políticos são os que percebem os maiores salários - e benesses - do mundo!

São provavelmente os mais salafrários e desonestos do mundo, salvo as parcas exceções que só confirmam a regra.

Legislam apenas em causa própria, raramente trabalham ou fazem algo produtivo, só pensam em reeleição e aposentadoria - aos oitos anos de "trabalho".

A desonestidade, a jaça do caráter e hoje em dia, dada a passividade (ou pusalinimidade) de nossa "brava" gente, os mais "caras-de-pau".

Roubam, constroem fortunas e patrimônios totalmente incompatíveis mesmo com seus absurdamente vultosos salários.

Nepotistas de fazer corar o próprio Nepote, empregam parentes, amigos, amigos dos amigos (Orkut?)...

Quem quer que lhes caia nas graças.

Sem o menor pejo, sem o menor pudor.

Despudorados que são.

A desonestidade é a tônica.

 

Bem, mas e onde entra o futebol nisso?

 

Gosto de futebol embora não fanático por ele.

Mas tenho que reconhecer que o futebol é o jogo da desonestidade.

O "unfair-playing" por excelência.

Reparem nas atitudes dos jogadores, juízes, técnicos e torcidas.

O jogador faz um falta violenta mas seu primeiro gesto é o de dobrar os braços e sinalizar com as mão balouçantes que "não fiz nada!".

Ou seja, ele está sendo desonesto, sabe disso.

A torcida sabe.

Mas nada farão se o juiz cair no engôdo por ele proposto.

Quando o juiz não está levando grana para roubar o time.

Os últimos jogos das semanas passadas mostram claramente a desonestidade flagrante dos juízes.

Lembram-se do gol com a mão que um famoso jogador fez em uma Copa do Mundo?

Todos viram.

Fotos, filmes, transmissão televisiva.

O mundo viu o gol ilícito, feito com as mãos.

Ora, o jogador que o cometeu, se fosse honesto ou se o próprio jogo o induzisse a ser, deveria ser o primeiro a se acusar.

Que fez o dito cujo?

Nada.

Inocentemente comemorou o gol.

O juiz não viu ou não deveria ter visto e validou o gol.

É então nítido que o futebol é por execelência o jogo da "esperteza canalha", da impunidade, da falta de éticaExiste essa desonestidade "primária", "básica" em algum outro esporte?

No Basquete?

No Vôlei"?

No Tênis?

Lembro-me que nas corridas de cavalo a que assisti na infância sempre existiu o "photocharp", ou seja, uma câmera que revelava o real ganhador da corrida mesmo que estivessem emparelhados na chegada.

Ora, porque ninguém pensou em usar câmeras nos estádios?

Instantâneas, consultadas na hora do fato pelo juiz e seus auxiliares?

Em nada isso  oneraria o tempo de jogo e evitaríamos os resultados dúbios e as dúvidas frequentes sobre a lisura dos arbítros?

Um descanso para as combalidas mães dos juízes?

Alguém pode desmentir?

E aí entra a aludida alegação do texto aqui apresentado.

O brasileiro de hoje é o "esperto", o que gosta de "levar vantagem em tudo"...

Apesar de ser um dos povos mais ignorantes do mundo.

E mantido perversamente nessa ignorância pelos canalhas que assumem os cargos políticos nesse arremedo de democracia em que nos transformamos passivamente.

Tal qual os jogadores de futebol.

Ética para que?

O importante é levar a vantagem.

Inda que desonestamente.

Muitos dos que hoje criticam os canalhas do congresso (minúsculas mesmo) provavelmente ao assumirem um cargo público esquecerão sua honestidade mais rapidamente que um escanteio.

Temos os políticos que merecemos?

Não!

Temos os que permitimos, pois ninguém merece essa corja, súcia, malta, máfia, legião de bandidos comuns que são nossos políticos.

Que emporcalham dia-a-dia o que deveria ser a Política.

E fica tudo por isso mesmo.

"A opinião pública que se lixe", como disse na reportagem televisiva um dos canalhas de plantão.

"Quousque tandem Catilina abutere patientiae nostra??"

 

As perguintas que pairam no ar são tais como:

 

"Será coincidência sermos os melhores do mundo no jogo mais desonesto do mundo?".

O jogo pode estar influenciando ainda que atavicamente o caráter de nosso povo?

 

 

sinto-me: Enojado!
música: "É..." - Gonzaguinha
publicado por renatoalvim às 01:48
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Agosto de 2008

SÓ PARA CONSTAR!!!!

Depois a gente escreve...

publicado por renatoalvim às 05:46
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Futuro "blues" ...

. Futebol, fair-play e cará...

. SÓ PARA CONSTAR!!!!

.arquivos

. Março 2010

. Julho 2009

. Agosto 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds